DUETO PERFEITO

DUETO PERFEITO

A Música e as Escrituras andam juntas,

em impressionante harmonia.

A Música oferece acompanhamento para as Escrituras

desde os primórdios da nossa Teologia.

Como num belo acorde,

as Escrituras apresentam, simultaneamente,

lindos Salmos, Hinos e Cânticos

que tornam espirituais a vida da gente.

Temas agudos como a morte, o pecado e a tentação,

são descritos no compasso do amor,

fazendo-nos jubilar frente à misericórdia

e sempiterna bondade do nosso Criador.

O Hinário das Escrituras

é formado por Divina Partitura.

Dá sentido à nossa Liturgia;

Torna aceitável o culto da criatura.

Sejamos sempre um coro de bela melodia,

sem qualquer dissonância

e com surpreendente duração,

ainda que com estilos e timbres em alternância.

Que não existam apenas os solistas na Igreja de Cristo.

Que não haja pausa na verdadeira adoração.

Que Deus seja o Maestro da nossa Orquestra,

Aquele que conduz a Sinfonia em sua apresentação.

Como muitas vozes criadas pela sublime Voz do Criador,

supliquemos a Deus, em uníssono, pelo andamento de nossas vidas.

Que sejamos uma entrega vibrante ao Deus da Música,

cheia de intensidade e perfeitas rimas.

Que os arranjos indispensáveis ao Evangelho

sejam feitos em nossas vidas sempre em binário:

Deus seja o tempo forte e nós o tempo fraco.

Que recebamos dele o ensino necessário.

Cantemos as Escrituras

e reverberemos a voz do Senhor.

Sempre que preciso seja Deus o nosso Luthier,

pois, nós já O conhecemos como sábio Construtor.

Pr. Tarcísio Farias Guimarães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *