QUE PLANO!

QUE PLANO!

 

“No princípio, criou Deus os céus e a terra” (Gênesis 1:1). Criados os ambientes de existência com perfeição, Deus criou o homem igualmente perfeito para habitá-los: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gênesis 1:26). E mais: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” (Gênesis 1:27). Esta família foi abençoada ao ser inserida num plano perfeito: “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeita-a” (Gênesis 1:28).  Assim, “tornando-se os dois uma só carne” (Gênesis 2:24), tornaram-se testemunhas oculares do surgimento da primeira família e do primeiro casamento. Que plano maravilhoso!

A Palavra de Deus nos apresenta com clareza um plano que não precisa ser reinventado, mas redescoberto. Autoridade em matéria de fé e conduta, a Bíblia Sagrada apresenta-nos a revelação especial do Deus Eterno, válida para todos os seres humanos, em todas as épocas e em todos os lugares. Em atitude de fé, devemos conhecer aquilo que o Senhor nos revela e obedecer os seus santos preceitos, para que desfrutemos ao máximo de tudo aquilo que o Deus Eterno criou.

Rejeitemos todas as propostas de releitura ou complementação da verdade revelada pelo Senhor ao seu povo, as quais têm aparecido aos montes em nossos dias. Nossa leitura da Palavra de Deus deve, necessariamente, considerá-la inspirada, inerrante e infalível, porque assim a Escritura se apresenta: “A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre” (Salmos 119:60). Jesus, que é o centro das Escrituras, afirma: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar” (Mateus 24:35). Aquilo que está escrito acerca da família e do casamento, é aquilo que Deus planejou e, com amor, tem oferecido aos seus servos. Não devemos “ir além do que está escrito” (I Coríntios 4:6).

A Palavra de Deus é suficiente para nos apresentar o plano de Deus. Portanto, toda discussão acerca de família, casamento, criação de filhos, finanças do lar, dentre outros temas correlatos, deve ser iniciada com a consulta à fonte de toda boa instrução, que é a Escritura Sagrada. Em matéria de justificação, santificação, segurança eterna e tantos outros temas caros à fé cristã, a Palavra de Deus tem sido suficiente para responder nossas dúvidas e nos dar rumo certo. Por que não seria a Bíblia suficiente para nos apresentar o plano perfeito que pode tornar uma família desestruturada em um lar feliz?

Conheça e leve sua família a conhecer profundamente a Palavra de Deus. Alegre-se com a certeza de que o seu casamento conta com a ajuda do Deus Criador, Aquele que é o nosso “socorro bem presente nas tribulações” (Salmos 46:1). Reconheça que “Herança do Senhor são os filhos” (Salmos 127:3). Seja fiel ao seu cônjuge, espelhando-se no relacionamento de Cristo com sua Igreja (Efésios 5:22-33). Compartilhe com o mundo que a família é plano do Deus Eterno. E que plano!

 

Pr. Tarcísio Farias Guimarães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *