UM ANO VERDADEIRAMENTE NOVO

UM ANO VERDADEIRAMENTE NOVO

 

O livro de Eclesiastes foi denominado na versão grega Septuaginta como ekklesiastes, isto é, “assembleia”. Em hebraico, sua designação é qohelet, ou seja, “aquele que se reúne em assembleia”. O autor do livro quis refletir e aplicar ensinamentos valiosos à vida comum do povo de Deus: “E, quanto mais sábio foi o pregador, tanto mais ensinou ao povo sabedoria; e atentando, e esquadrinhando, compôs muitos provérbios” (ECLESIASTES 12:9). Por ser rei, experimentou todos os prazeres do mundo em sua época e, decepcionado com a transitoriedade de todas as coisas, tornou-se pessimista. Ele declarou que, longe de Deus, a vida não tem sentido: “Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade” (ECLESIASTES 1:2).

Para que seu ano seja verdadeiramente novo, com sentido, reflita sobre propósitos para o viver em 2019. Se for preciso, mude seus valores, alinhando-os à vontade de Deus, afinal “se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II CORÍNTIOS 5:17).

TROQUE A CONFIANÇA NO HOMEM PELA FÉ EM DEUS – Muitas pessoas esperam por um ano novo a partir das promessas profissionais, das agendas políticas, de concursos, de heranças e de amizades. Muitos confiam em sua própria capacidade ou criatividade. Todavia, é preciso confiar em Deus, em sua proteção e providência para que não haja frustração, como nos ensina TIAGO 4:13-15: “Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Por que, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo”. Vale a pena planejar o futuro priorizando Deus e sua Palavra!

TROQUE A EXPECTATIVA DO FUTURO PELA ESPERANÇA ETERNA EM DEUS – Muita gente espera por um futuro feliz, mas não considera Deus, a Bíblia e a eternidade temas relevantes. Há quem pense apenas nos próximos 12 meses, como se não fosse envelhecer e morrer. Devemos sempre dar graças a Deus pelos avisos que Ele nos oferta acerca dessa falácia: “A duração da nossa vida é de setenta anos; e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, a medida deles é canseira e enfado; pois passa rapidamente, e nós voamos” (SALMOS 90:10). A vida sem a perspectiva da eternidade não faz sentido!

TROQUE O DESEJO DE ACUMULAR BENS PELO DESEJO DE EXPERIMENTAR NOVIDADE DE VIDA EM CRISTO – Quantos desejos terrenos e passageiros em nossos dias! O autor sagrado nos alerta: “E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol” (ECLESIASTES 2:11). Sem Cristo, o ano novo logo se tornará em vida velha, um amontoado de preocupações gerado pela busca frenética por dinheiro, ascensão profissional e acúmulo de posses. Somente isso!

O ano novo já chegou há muito tempo para quem está unido com Cristo. O crente é nova criação e tem nova motivação para o viver. Creia nisso, ame Cristo de verdade e siga os seus ensinos em 2019. Seu ano será verdadeiramente novo se houver verdadeira renovação interior.

 

 

Pr. Tarcísio F. Guimarães

 

Deixe uma resposta