UM CÂNTICO NOVO

UM CÂNTICO NOVO

 

“A Ti, ó Deus, cantarei um cântico novo; com o saltério e com o instrumento de dez cordas te cantarei louvores” (SALMOS 144)

 

A declaração do salmista Davi desperta-nos o desejo de conhecer o que havia de novo na canção oferecida por ele a Deus. Seria a letra, o conjunto de instrumentos, as pessoas envolvidas naquele ato de louvor ou, quem sabe, o dia escolhido para louvar ao Senhor?

O Salmo menciona instrumentos tradicionalmente utilizados entre os judeus para louvar ao Senhor. As expressões de gratidão mencionadas já haviam sido proferidas em outros cânticos. A forma em que o cântico é apresentado não traz, aparentemente, qualquer novidade. O que faz, então, com que Davi anuncie um novo cântico?

No Salmo 144 o autor é que apresenta-se renovado em sua fé e motivação para louvar a Deus, por isso, pode entoar um cântico novo. A mente e o espírito de Davi experimentaram mudanças tão profundas que, mesmo estando diante de cânticos que foram executados pelas gerações anteriores, seus lábios entregavam ao Senhor um cântico original, sincero. Um cântico novo!

Essa renovação interior pode produzir um louvor mais próximo daquilo que o Senhor espera dos nossos atos cúlticos. Davi, que tantas vezes cantou para o Senhor, agora podia cantar com o Senhor um cântico novo, produzido por sua confiança inabalável no Deus que peleja pelos seus servos. Esse cântico novo é o reconhecimento à sábia direção dada por Deus a Israel. É o cântico impregnado de humildade frente ao Eterno Criador. É o novo cântico de quem confia ao Senhor o seu futuro por conhecer a providência divina.

Pode entregar ao Senhor um cântico novo aquele que já recebeu um novo coração e aceitou para si mesmo uma nova visão de mundo, na qual a vida é interpretada pelo “óculos” da graça de Deus. Sem que conheça teoria musical, todo aquele que já foi regenerado pelo Espírito de Deus pode entoar ao Senhor um cântico novo, fruto de lábios e corações renovados.

O sacrifício de louvor a Deus (HEBREUS 13:15) é novo quando traduz experiências reais com Deus, convicção de salvação em Cristo Jesus, gratidão pelos atos de misericórdia e amor dispensados ao crente, por obra da vontade soberana do Senhor. Sendo assim, você também pode entoar ao seu Deus um cântico novo.

 

Pr. Tarcísio F. Guimarães

Deixe uma resposta